sábado, 23 de novembro de 2013

Do rio que tudo arrasta - Bertold Brecht




Do rio que tudo arrasta se 
diz que é violento 
Mas ninguém diz violentas as 
margens que o comprimem


Bertold Brecht




Enviar um comentário